Controle de acesso, o que é e como funciona?

A circulação livre de pessoas em ambientes públicos é um direito comum, mas existem locais que precisam garantir que sua integridade seja assegurada, devido aos números crescentes de criminalidade em vários níveis. Podem ser adotados alguns métodos para manter essa segurança, e o controle de acesso é um deles, sendo em vários casos escolhido devido à sua automatização, nível de segurança e flexibilidade. Mas existem mais aspectos do controle de acesso que você pode gostar de conhecer, a seguir!

Veja também:

Controle de acesso, o que é, como funciona e quais seus benefícios?

 

A tecnologia do controle de acesso consiste em equipamentos aliados à um software que inviabilizam a passagem de pessoas não autorizadas em ambientes restritos, mantendo a integridade de dados, produtos e pessoas dentro do local e mais, faz com o que o gestor possa não só definir quem será autorizado como acompanhar de perto o fluxo de circulação do local e identificar quais as pessoas que acessaram em determinado momento do dia. Essa seria uma ferramenta não apenas para segurança, visto que pode ser de grande ajuda na tomada de decisões de um gestor quando ele sabe quantos entram em seu estabelecimento, por exemplo.

O processo de filtragem de acessos ocorre por cadastrar no sistema os dados das pessoas autorizadas, onde existem diversos tipos que podem ser usados conforme a disponibilidade de equipamentos da empresa.

O controle aqui citado abrange mais do que autorizar pessoas a realizarem suas entradas e saídas, mas tambem permite o controle de qual sentido será bloqueado para determinadas pessoas e até mesmo em determinados horários, deixando livre a adaptação às necessidades da gerência local. Em alguns sistemas, é disponibilizado a implantação de funcionalidades auxiliares à gestão como controle financeiro, por exemplo.

Todos nós já precisamos em algum momento passar por uma entrada com controle de acesso, sendo bem comum em condomínios, academias, estações de metrô, cinemas e hospitais. Isso assegura que tais ambientes continuem com seus controles de qualidade interna, fazendo com que em muitos casos assegura até mesmo a vida dos que precisam frequentar tais lugares. O sistema pode oferecer tambem uma melhoria significativa na gestão com ferramentas que auxiliam o controle de preços e horários autorizados visto que padroniza a circulação e fluxo de pessoas.

Alguns tipos de controle de acesso

 

Existem muitos tipos de equipamentos integrados à diferentes tipos de sistemas tambem, sendo bastante flexível às necessidades de cada empresa.

Os dados e meios utilizados para registrar a identificação de pessoas autorizadas podem ser adotados por crachás ou cartões pertencentes apenas ao próprio portador, com tecnologia magnética, por aproximação, chip ou código de barras.

O uso da biometria tambem é comum e abrange as impressões digitais, leitura de geometria das próprias mãos, leitura ocular utilizando os traços da íris ou retina e por fim até mesmo a leitura de veias das mãos.

Há outras formas de identificação que usam de características que tornam o indivíduo único, como a assinatura, a modo de caminhar e o padrão de digitação, sendo tambem levados em conta como método de identificação.

Em casos de empresas que optam por não obter gastos com equipamentos de identificação, podem ser usados as tecnologias como QR Code ou Bluetooth, por exemplo, visto que são funcionalidades comuns de dispositivos móveis, presentes no bolso de quase todos hoje em dia.

Bastante utilizado e comum, seria a identificação por senha um método viável e menos oneroso, que confere à empresa e ao funcionário mais flexibilidade visto que está aberto à muitos casos em que as digitais por exemplo estão desgastadas

Vantagens

 

Vale a pena analisar a necessidade e vantagem que a empresa terá em adquirir um sistema de controle de acesso, visando suas funcionalidades adaptadas ao funcionamento da empresa. Adquiri-lo pode não só abrir portas para manter a empresa em seu mais alto nível de segurança física como trazer automatização de tal processo de forma confiável e integrada.

Para fazer isso, é importante levar em conta o tamanho do local, o fluxo de pessoas a ser considerado, qual tipo de acesso e equipamentos a empresa precisará de acordo com necessidade e perímetro do local, dentre outros aspectos a serem conversados com um especialista no assunto!

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe este artigo e nos siga nas redes socias para estar sempre informado de assuntos similares.

Nosso Instagram

Nosso Facebook

Nosso Linkedin

 

- Posts Relacionados -

Controle de acesso, o que é e como funciona?

Controle de acesso, o que é e como funciona?

A circulação livre de pessoas em ambientes públicos é um direito comum, mas existem locais que precisam garantir

Demissão sem justa causa – Entenda como ocorre esse tipo de rescisão

Demissão sem justa causa – Entenda como ocorre esse tipo de rescisão

A demissão sem justa causa conta com uma grande burocracia no departamento de RH de uma empresa. De

Mensalista, Horista e Plantonista. Qual a diferença entre as 3 modalidades?

Mensalista, Horista e Plantonista. Qual a diferença entre as 3 modalidades?

Qual a diferença entre Mensalista, horista e plantonista? Todo o processo de recrutamento de um funcionário pode exigir